Home
Blog
Olho no Olho
Base/Atendimento
Presidenta
Diretoria
Categorias
Convenções
Acordos por Empresa
Acordos PPR
Jurídico
Homologações
Parcerias
Lembrador
Info da Hora
Seaac Acontece
Associe-se Já!
Colônia de Férias EAA
Currículo
Cadastro Empresa
Cadastro Associado
Salão de Beleza
CMDM

 

IDOSOS E DIABETES

 

Diabetes meilitus é uma doença crônica que se caracteriza por uma elevada taxa de glicose (açúcar) no sangue e por uma falta parcial ou total de insulina (hormônio que queima o açúcar). Esta doença é bastante freqüente na população idosa (ocorre em 20% acima de 70 anos) e pouco diagnosticada e tratada nesta idade. A grande maioria dos diabéticos tem mais de 45 anos e no Brasil existem em torno de 5 milhões de diabéti­cos.

 

Perguntas e Respostas

 

1. Qual a taxa normal de açúcar no sangue na pessoa idosa?

R. Em qualquer faixa de idade, a taxa normal é de 70 a 110 mg/dl em jejum.

 

2. O que provoca o aparecimento do Diabetes com o envelheci­mento?

R. O surgimento da doença se dá em pessoas predispostas e com outros fatores como: aumento de peso, falta de atividade física, estresse, infec­ções, grandes cirurgias, uso de alguns remédios, etc.

 

3. Quais os primeiros sintomas e sinais de Diabetes?

R. O diabetes do idoso, frequentemente, não apresenta sintomas, sendo descoberto, na maioria das vezes, em check up ou em exames para investi­gação de outras doenças. Os sintomas são: perda de peso, muita sede, uri­nar em grande quantidade e várias vezes, principalmente à noite, fome em excesso, fadiga fácil, piora da visão, formigamentos e dormências nas per­nas, coceira na vagina, infecção de pele, dificuldade de cicatrização de feridas, etc.

 

4. O Diabetes não controlado pode trazer complicações?

R. Sem dúvida, sim. São complicações do diabetes mal controlado: derrame cerebral, infarto do miocárdio, cegueira, amputação de membros inferio­res, doenças renais, impotência sexual masculina, etc.

 

5. O que o diabético não pode comer?

R. Deve-se evitar os açúcares de absorção rápida como balas, doces, refri­gerantes, bombons, chocolates, mel, melados, bolos, tortas, pudins, geléi­as, biscoitos, bolachas doces, leite condensado, sorvetes e manter, sem abusos, os amidos (pães, massas, arroz, batata) associados a fibras (grãos e leguminosas, cascas e bagaço de frutas), frutas , proteínas (carne, leite, ovos e derivados), legumes e verduras. Fazer no mínimo 4 refeições ao dia, em pequenas quantidades.

 

6. Exercícios físicos ajudam a controlar o Diabetes?

R. Os exercícios físicos fazem parte do tratamento do diabetes porque me­lhoram a tolerância à glicose e a sensibilidade à insulina. As atividades físi­cas mais recomendadas são a caminhada e os exercícios realizados dentro da água, como natação e hidroginástica.

 

7. O que é hipoglicemia?

R. É a queda rápida das taxas de glicose no sangue. Tem relação com o excesso de exercícios físicos, infecções, pular refeições durante o dia, vômitos e diarréias, consumo de bebidas alcoólicas. Os sintomas da hipoglice­mia são: fome súbita, fadiga, tremores, tontura, aumento dos batimentos cardíacos, suores, pele fria, úmida e pálida, visão turva, dor de cabeça, dormência nos lábios e língua, sensação de desmaio, desorientação até coma. Se notar um ou mais destes sintomas, tome um copo de leite ou suco; se, em 10 minutos, os sintomas não sumirem, beba água com açúcar. Diante da persistência desses sintomas, você deverá procurar auxílio médico, sempre.

 

Dicas para o paciente diabético

 

Não fume; use escovas de dente macias, escove os dentes após cada refeição, massageie a gen­giva, use fio dental todos os dias; a boca pode ser foco de infecção no diabético.

 

Examine os pés diariamente, mantenha-os limpos, secos e sem calosidades; use calçados confortá­veis.

 

Consulte o oftalmologista uma vez ao ano e in­forme que é diabético, principalmente se a vi­são piorar ou ficar turva.

 

Ande sempre com identificação de diabético e leve consigo balas e chicletes.

 

Não use medicamentos sem aviso prévio ao seu médico, porque muitos deles podem aumentar ou diminuir o efeito do antidiabético que você está tomando.

 

Não fique muito tempo sem se alimentar; faça, no mínimo, 4 refeições por dia com pequenas por­ções.

 

Antes de iniciar qualquer tipo de atividade físi­ca, procure um serviço médico para realizar exames que retratem seu real estado de saúde, pois o Diabetes pode predispor a algumas doen­ças do coração, e essas alterações podem ser silenciosas, ou seja, sem lhe trazer sintomas

 

Fonte: Manual de Saúde do idoso Força Sindical

 
 

 


Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio de Americana e Região

Trabalhador Conscientizado, Sindicato Transformado!